Apresentando: Debora Margem, assistente de produção

Você já sabe o que faz um assistente de produção. Suas competências se resumem, basicamente, a garantir que o set de filmagem não virem um caos. Na equipe d'A CASA CONECTADA, essa função é dividida por duas: A Manuela Pinheiro, que você já conhece, e a Debora Margem, a pessoa sorridente da foto abaixo:



Formada em Jornalismo e Cinema pela PUC-Rio, ela é uma sonhadora; mas do tipo que sonha com olhos abertos e pé no chão: "Sou a favor de seguirmos nossas vontades e sonhos. É o que os idealizadores fizeram e todos nós das equipes compramos", ela diz. 

Sua experiência é vasta, já tendo atuado em diversas áreas de produção quando o assunto é conteúdo audiovisual: Operação e produção de estúdios de TV, assistente de produção de elenco, pesquisadora de conteúdo e decupagem, produção de conteúdo para novas mídias, e a lista só aumenta! 

Fique ligado no nosso diário de produção e conheça a equipe do filme!

Apresentando: Leo Ferreira, diretor de fotografia

Pedi ao Leo que me enviasse seu currículo por email, para que eu pudesse apresentá-lo aqui no blog. Ele respondeu: "Diretor de fotografia e pai do Chico", seguido por um emoticon sorridente. Assim, com essa resposta curta mas muito significativa, o Leo declarou uma de suas maiores fontes de inspiração: seu filho.


No post anterior você descobriu o que faz um diretor de fotografia, esse profissional que alia conhecimento técnico e artístico. E agora você acaba de conhecer quem será o responsável pela direção de fotografia d'A CASA CONECTADA! E quais serão as expectativas do Leo para as filmagens?

"Espero um filme curioso e engraçado, que todos tenham prazer em assistir. Estou ansioso para gravar a cena do diálogo através da porta", ele conta. Mas oi? "Diálogo através da porta"? Terá sido isto uma pista do que vem por aí? Está aberta a temporada de apostas!

O que faz um diretor de fotografia?


Sabe quando você assiste a alguma coisa (seja filme, série ou novela) e fica com a sensação de que presenciou algo especial? Muitas vezes essas sensação é causada pela fotografia de um filme; em outras palavras, o seu "visual". Filmes como "Sin City" e "O Grande Hotel Budapeste", por exemplo, têm fotografias que marcam, que tornam o filme facilmente identificável mesmo que você assista a apenas um trechinho anos depois. 

Sabe aquela diferença gritante entre as suas fotos caseiras de pontos turísticos e as fotografias feitas por fotógrafos profissionais? Bem, isso não acontece por causa da câmera do fotógrafo! Coloque na equação muito tempo de estudo, experiência e, é claro, talento e criatividade. 

E justamente isso que um diretor de fotografia faz. Ele seleciona, aprova e dirige a utilização de equipamentos: câmeras, lentes, filtros, iluminação. Ele pode inclusive intervir, junto à produção, na aprovação dos locais onde as filmagens serão feitas. Pensando o roteiro fotograficamente, o diretor de fotografia atua em conjunto com o diretor de arte, os técnicos de maquiagem, o continuista. 

Acompanhe nosso diário de produção e descubra quem será o diretor de fotografia! 

Mistério: Quem são os protagonistas de A CASA CONECTADA?

Gilmar e Neila são vítimas da tecnologia. O casal acaba se metendo numa enrascada graças à verdadeira protagonista deste filme: A CASA CONECTADA! Mas voltemos ao assunto deste post...


Foi Nicole Pelosi, assistente de direção, que sugeriu o capixaba LEANDRO SOARES para o papel de Gilmar. Joel Souza e Giulia Prates, os diretores, aceitaram a sugestão na mesma hora e formalizaram o convite. Além de ator, Leandro também é roteirista, produtor e diretor, o que sem dúvidas lhe confere uma dimensão do filme como um todo.


Para o papel de Neila a decisão já não foi tão rápida… levou tempo até que a equipe chegasse ao nome da carioca AISHA JAMBO. Depois de cogitarem inclusive fazer teste de elenco, os diretores, que já desejavam uma atriz negra ou mulata para o papel, finalmente chegaram à conclusão de que Aisha seria perfeita.


"Nós estamos muito empolgados com os dois. Eles são muito talentosos e também parecem estar empolgados com os personagens. Tenho certeza de que vai ficar incrível!", diz Joel Souza. Nos próximos dias vamos contar pra vocês um pouquinho mais sobre nosso elenco em entrevistas exclusivas com Leandro e Aisha.

E o que você aprende com esse post? Que "A Casa Conectada" será o máximo! Aliás, a primeira leitura do roteiro já rolou... acompanhe nosso diário de produção e saiba tudo!

Apresentando: Nicole Pelosi, assistente de direção

Você já sabe o que faz um assistente de direção (se ainda não sabe, clique aqui e descubra). Agora chegou o momento de conhecer quem assume essa função na equipe de A CASA CONECTADA! Seu nome é Nicole Pelosi, e suas expectativas não são modestas: "Quero que este filme participe de grandes festivais, como Cannes". 


Formada pela School of Visual Arts em Nova Iorque, lá mesmo dirigiu seu primeiro curta-metragem, oficialmente selecionado para o festival New Filmmakers. Após 8 anos vivendo como nova iorquina, Nicole está de volta ao Brasil, para acrescentar ao currículo dois longa-metragens que estrearão ainda em 2015. 

E aí, curioso para saber o que a Nicole está preparando para A Casa Conectada? Fique ligado no nosso diário de produção!

O que faz um assistente de direção?


Sua função definitivamente não inclui servir cafezinho ao diretor. Um assistente de direção, apesar do nome, não é um assistente propriamente dito, embora seu trabalho esteja ligado ao diretor e ao produtor. Há três características que você certamente encontrará neste profissional: sensibilidade artística, conhecimentos técnicos e grande habilidade para a liderança. 

Se você quiser saber qualquer detalhe do roteiro, pode perguntar ao assistente de produção e ele te dirá na mesma hora. A não ser que você seja um jornalista querendo revelar um grande segredo - mas neste caso, tente entender: ninguém gosta de spoilers! Entre suas funções estão desde definir os ensaios e filmagens do elenco até definir os horários das diárias de filmagem. Aliás, se você já ouviu aquele questionamento dos atores: "Por que as últimas cenas são sempre gravadas primeiro???", saiba que isto não acontece sempre e que tudo isto é culpa do assistente de direção!

Quer descobrir quem é o assistente de direção em A CASA CONECTADA? Então acompanhe nosso diário de produção!

Apresentando: Natalia Amaral, produtora de arte

Você já sabe o que um produtor de arte faz (se ainda não sabe, clique aqui), e agora chegou o momento de descobrir quem assumirá essa função em A CASA CONECTADA! Grave bem na sua cabeça: Natalia Amaral é o nome dela.



Formada em arquitetura, Nat (para os mais íntimos) chegou a trabalhar na área durante um ano, mas logo descobriu que não pararia por aí: "Eu amo arquitetura, mas descobri minha paixão profissional quando comecei a trabalhar com cinema", ela conta. Isto porque, no departamento de artes, ela pode usar seus conhecimentos arquitetônicos de forma mais criativa e dinâmica. 

Sua primeira vez foi em 2013 em uma série musical, onde conheceu uma parte da nossa equipe: Joel Souza (roteirista e diretor), Giulia Prates (diretora), Natália Bittencourt (diretora de arte) e Amanda Castro (figurinista). E desde então vem acumulando experiência em vários curta-metragens, clipes, ensaios fotográficos e até mesmo um longa-metragem que será lançado em 2016.

E sobre "A Casa Conectada", Natalia sonha: "Esse filme nos dá uma oportunidade única de adivinhar um futuro próximo com observações sobre o nosso presente, tanto na tecnologia quanto na estética. E como se trata de uma comédia, a brincadeira fica ainda mais interessante". 

Natalia aproveita para deixar uma mensagem muito importante para você: "Preste atenção ao filme! Isso pode acontecer com qualquer um", ela alerta. "Isso" o que, afinal? Para descobrir, fique ligado aqui no blog!

Como é gasto o dinheiro de um filme?

Você já leu aqui sobre a nossa equipe e sobre como é feita uma campanha de crowdfunding. Hoje, faltando quatro semanas para o encerramento do nosso prazo de arrecadação, vamos contar um pouquinho de como funcionam os investimentos e as despesas no nosso projeto. Existem diversos formatos de investimento, fomento e patrocínio de um filme, e cada roteiro exige uma distribuição de despesas específica àquela obra.

Em A CASA CONECTADA, o orçamento do filme está distribuído assim:


Como vocês podem ver, neste filme não temos despesas com pagamento de equipe: todos estão trabalhando por amor ao projeto e irão receber, em troca, um percentual de tudo o que vier a ser arrecadado pelo filme (como prêmios em festivais e vendas para canais de TV, por exemplo). É bastante comum em um projeto cinematográfico que a maior fatia das despesas seja direcionada a cenografia, e nosso caso não é diferente. As despesas de pré-produção incluem, principalmente, nossos gastos com pesquisas e reuniões. Despesas administrativas são, em sua maioria, taxas e impostos, e os gastos com pós produção incluem toda a finalização do filme, como equipamentos e estúdios de finalização e mixagem e até mesmo a masterização e produção das primeiras cópias.

Muitas das despesas acima estão sendo cobertas por apoios ou por investimento próprio da 3lhamas Produções, de modo que a distribuição da verba que pretendemos arrecadar com a campanha no BENFEITORIA é um pouco diferente:


Como falamos na videoapresentação da campanha, seu objetivo principal é arrecadar uma verba para complementar o que temos disponível para investir na cenografia, de modo que mais da metade do valor será destinado a esse departamento. Algumas outras áreas da produção irão receber um pedacinho desse dinheiro, com destaque para as recompensas que nossos colaboradores recebem como agradecimento pela confiança depositada no projeto. Não pretendemos gastar nenhuma parcela do valor arrecadado* com despesas administrativas, equipamentos ou pós produção. Todos os colaboradores da campanha terão acesso total ao balanço e à prestação de contas do filme.

Durante o texto nós mencionamos investimentos próprios e apoios ao projeto. Além do CTAv/SAv/MinC, estamos negociando várias outras parcerias para viabilizar o filme. Nossa distribuição de investimentos deverá ficar mais ou menos assim:


Não deixe de visitar a página do nosso projeto no BENFEITORIA para se tornar também um colaborador!


*O planejamento de distribuição do valor arrecadado com a campanha de crowdfunding se refere à meta inicial, de R$ 6.000,00. Caso nosso projeto consiga ultrapassar este valor, um novo planejamento será divulgado de acordo com o montante arrecadado.

O que faz um produtor de arte?



Eis uma função teoricamente autoexplicativa, mas que confunde a maioria das pessoas que não são do meio cinematográfico: Afinal, o que um produtor de arte poderia fazer a não ser produzir arte, não é mesmo?

Trabalhando em conjunto principalmente com o diretor de arte, o produtor faz com que toda a parte visual aconteça. Depois de muita pesquisa direcionada para o assunto do qual a obra lida, o produtor de arte põe a mão na massa (muitas vezes literalmente). Se no filme aparecem marcas fictícias, por exemplo, é ele quem cria os outdoors. 

No caso específico de A CASA CONECTADA, o produtor de arte precisará criar todo um universo futurístico: novos conceitos de decoração, objetos de cena, objetos pessoais dos personagens, além de definir como tudo isto conversa entre si na montagem do cenário. Resumindo: um trabalho e tanto!

E aí, ficou curioso para conhecer nossos produtores de arte? Então fique ligado aqui no blog!

Apresentando: Amanda Castro, figurinista


Quem vê esse sorriso da Amanda, não imagina os perrengues pelos quais ela já passou. Porque produtor, senhoras e senhores, é uma função quase sinônima de "solucionador de problemas"! E nisso a Amanda tem experiência de sobra: Já passou por novelas, séries e minisséries. Mas em A CASA CONECTADA ela assume outro talento, o de figurinista.

Já foram mais de 10 projetos independentes e 8 comerciais de alcance nacional como figurinista. Ou seja, unindo as experiências que tem nas duas áreas, não temos dúvidas de que nosso figurino será derrubador de forninhos. 

"A Casa Conectada é um desafio, porque estou precisando projetar como será o futuro. Minha ideia é mesclar o clean moderno com referências mais alegres, criando, através da vestimenta, algo que traduza a personalidade dos personagens", ela conta. Que levante todos os dedos quem ficou curioso!

Acompanhe o nosso blog para conhecer toda a equipe!

O que faz um figurinista?



Se quando eu digo “figurinista" você pensa em variantes de “blogueira de moda”, preciso te dizer enfaticamente que você está muito enganado! Embora uma (ou um) figurinista esteja obviamente ligado ao cenário da moda, seus conhecimentos vão muito, muito, muito mais além (muito mesmo!).

Para você ter uma ideia, o trabalho do figurinista envolve um trabalho intenso de pesquisa, principalmente quando o filme (ou peça teatral, novela ou o que for) se passa há décadas de distância. Aliás, nem é preciso se distanciar temporalmente: as diferenças sociais e geográficas também requerem muita observação.

E após o trabalho árduo de pesquisa vem a criação - porque sim, o figurinista é uma intensa mente criativa, capaz de criar modelitos ou de garimpar as peças mais fantásticas em lojas e brechós. E, é claro, por tratar de assuntos visuais, seu trabalho sempre conversa com a direção de arte, é claro.

Se você vem acompanhando o blog de A CASA CONECTADA, já sabe que o próximo post apresentará a nossa figurinista. Fique ligado e descubra!

Você sabe o que é CROWDFUNDING?

Crowdfunding. Em tradução literal: financiamento da multidão. 
Mais conhecido, porém, como financiamento coletivo ou colaborativo.


O crowdfunding é uma forma de financiamento de projetos em que vários indivíduos contribuem com pequenos investimentos para que determinada ideia se torne realidade. Geralmente essas contribuições são feitas pela internet e os investidores recebem uma "recompensa" proporcional ao valor da colaboração. O financiamento coletivo tem se tornado extremamente popular e bem sucedido nos últimos anos, já sendo considerado por alguns economistas como o principal modelo de investimento do futuro.

Fonte: Forbes

Existem inúmeros exemplos de projetos de sucesso financiados através de crowdfunding nas mais diversas áreas, como o smartwatch Pebble, que se aproveitou do modelo para desenvolver seu último produto, o longa-metragem "Wish I Was Here", escrito e dirigido por Zach Braff, e, com mais destaque, o capacete de realidade virtual da Oculus Rift, que pediu US$ 250.00,00 para seu desenvolvimento mas arrecadou quase dez vezes esse valor e acabou sendo vendida para o Facebook por dois bilhões de dólares (pois é).


No mundo inteiro este modelo tem se tornado popular entre cineastas independentes para realizar seus projetos, especialmente no Brasil onde são virtualmente inexistentes formas de financiamento audiovisual sem a utilização dos complexos mecanismos dos editais públicos ou das leis de incentivo à cultura. Com A CASA CONECTADA não será diferente. Nós esperamos poder contar com a sua ajuda para arrecadar uma parte do dinheiro necessário para tirar nosso filme do papel e colocar nas telonas, e estamos planejando recompensar muito bem a todos os nossos colaboradores!


Existem dezenas de plataformas de crowdfunding mundo afora e a escolhida pela 3lhamas foi a Benfeitoria. Nas próximas semanas vamos falar um pouquinho mais sobre eles e, mais especialmente, sobre os motivos que nos levaram a escolher esse tipo de financiamento e esta plataforma dentre tantas outras para nosso projeto. Mas, enquanto isso, você já pode conferir as recompensas disponíveis e até enviar sua colaboração acessando benfeitoria.com/acasaconectada.

Apresentando: Natália Bittencourt, diretora de arte


O primeiro longa-metragem a gente nunca esquece. No caso de Natália Bittencourt (ou Pirulita, para os íntimos), sua primeira vez foi em 2014, em um filme cuja estreia nacional está prevista para o final de 2016. Sua função, é claro, foi sua paixão: "Direção de arte e production design, que é praticamente a mesma coisa no Brasil, mas não no mundo", ela explica. 

 Formada em 2011 pela UNESA, seu primeiro trabalho como production designer foi em uma série musical de TV que agora passa pela pós-produção. Como diretora de arte, seu currículo é ainda mais extenso, com destaque para a indicação de melhor na categoria no Boston International Film Festival em 2013. 

"Eu imagino A CASA CONECTADA como uma breve brincadeira de pensar no futuro e pensar em tecnologias, então creio que o filme atingirá um publico amplo e curioso. Sei lá, acho que ele vai para festivais e vai divertir as pessoas!", ela fala, animada. 

E aí, preparados para conhecer toda a equipe? Fique ligado aqui no blog!

O que faz um diretor de arte?



"Tudo o que você vê na tela, enquadrado pela câmera, é direção de arte". Quem explica é a cineasta brasileira Lina Chamie. Um diretor de arte está para os elementos visuais de uma cena assim como um maestro está para uma orquestra. É preciso coordenar e harmonizar tais elementos, uma tarefa complexa que envolve muita pesquisa.

Um diretor de arte está sempre em constante estudo e aprendizado. Não se espante se, durante uma conversa de bar, ele puxar um assunto trivial como a história da arte e fotografia - super normal! E se você quiser ir mais a fundo, pergunte-o sobre técnicas de iluminação e construção de cenário. Seu diretor de arte certamente saberá sobre estas coisas. Afinal, todo esse conhecimento tem enorme serventia na hora de gerenciar os outros profissionais envolvidos e calcular os custos para produzir tudo isso. 

Que tal conhecer a diretora de arte de A CASA CONECTADA? Fique ligado aqui no blog!

Apresentando: Manuela Pinheiro, assistente de produção


Alguém que tira foto abraçando uma vaca só pode ser muito legal. E, de fato, sua mensagem, que ela insiste em escrever em maiúsculas, confirma isso: "FAÇA AMOR, NÃO FAÇA GUERRA!" Senhoras e senhores, com vocês: Manuela Pinheiro (ou Manu, para os mais chegados), assistente de produção de A CASA CONECTADA!

Ela, que trabalha com produção audiovisual há 5 anos entre produtoras gringas e brasileiras, hoje divide a função de assistente junto com o Luiz, que já foi apresentado aqui. "Trabalho com o Joel Souza há quase 2 anos, então minhas expectativas para o filme são muito boas! Vai ficar foda com certeza!", ela diz.

Fique ligado aqui no blog e conheça toda a equipe que está ralando muito pelo filme!

Apresentando: Luiz Carlos Rocha, assistente de produção


Você já sabe o que faz um assistente de produção, e agora chegou o momento de conhecer os mais sensacionais de todos! Luiz Carlos Rocha é um deles. Ainda cursando a faculdade de Cinema na PUC-Rio, ele já estagiou em diversas produções publicitárias de renome. Em A CASA CONECTADA, ele exerce uma das funções que mais precisam de energético em um set de cinema: a de assistente de produção. 

"Espero que o filme tenha uma boa repercussão. É um trabalho coletivo, feito com empenho, esmero. Além de tratar uma problemática que está cada vez mais próxima da nossa realidade: a artificialização das funções básicas do dia a dia", ele conta, e complementa: "Espero que vocês curtam o filme. Foi feito com muito carinho e dedicação".

E aí, já se sente íntimo do Luiz? Fique ligado aqui no blog para conhecer toda a equipe!

O que faz um assistente de produção?


Até um filme chegar ao público, saiba que muita coisa antes aconteceu. Muita coisa mesmo, e muitas delas simultâneas. É aí que o assistente de produção entra em luz, câmera, ação! Ele é um dos grandes responsáveis por não deixar que tudo vire um completo caos. Geralmente sob o comando do primeiro assistente de direção, o assistente de produção fica encarregado de fazer a ponte entre todas as equipes envolvidas. E que atire a primeira pedra aquele que nunca catou um objeto para o pessoal da arte!

Por isso, para ser assistente de produção é preciso muita energia, sagacidade e malemolência. A tinta acabou, a lâmpada queimou? Lá vai ele comprar. O ator precisa de transporte? Ele resolve. Precisamos de um pombo treinado? O assistente sempre consegue. Bem, nem sempre, mas os d'A CASA CONECTADA são mestres! Dotados do dom de MacGyver, eles são imprescindíveis para a equipe.

Fique ligado aqui no blog para conhecê-los!

O grande dia de Análise Técnica


"O grande dia de análise técnica" é, de fato, um grande dia: Começa cedo e acaba tarde, muitas vezes se divide em dois, mas está sempre regado a muita bebida e comida, obviamente de acordo com a preferência da equipe. No caso de A CASA CONECTADA, por exemplo, o menu consistiu em duas pizzas, refrigerante, muita água e 2 litros de café. Está servido?

Quando alguém de cinema menciona "análise técnica", ele se refere a uma reunião entre os chefes de todos os departamentos envolvidos na produção de um filme. E o que eles fazem durante tanto tempo? Debruçam-se sobre suas planilhas e organogramas, trocam ideias e informações, tudo para minimizar quaisquer imprevistos (que afinal sempre acontecem, mas quanto menores eles forem, melhor).

Daí você entende a importância de uma análise técnica. Com ela é possível saber exatamente quanto o filme custará em tempo e dinheiro. Que comparece a uma reunião dessas, certamente verá tabelas e mais tabelas com listas de todos os itens de cenário e figurino, equipamentos, objetos que serão utilizados nas cenas e atores - isto para cada plano do filme! E geralmente acontece assim: Cada equipe organiza sua própria tabelinha e a produção se encarrega de casar todas as informações, criando assim uma tabela maior, a mãe de todas as tabelas, com a qual definirá o cronograma.

E, bem, a reunião de análise técnica de A Casa Conectada já foi realizada. Fique ligado no diário de produção do filme para saber de todos os detalhes (ou pelo menos todos os detalhes que não apresentam spoilers, porque ninguém merece spoilers, não é mesmo?).

Apresentando: Natasha Santana, produtora


Em entrevistas de emprego, Natasha se apresenta como versátil, dinâmica e empreendedora. Hoje ela tem sua própria produtora: é sócia da 3lhamas ao lado de Joel Souza (que já foi apresentado por aqui). Coleciona boas parcerias e reputação por onde passa. Atuando há mais de cinco anos no mercado, integra o quadro fixo de uma das maiores produtoras do país, e mais: comanda a produção deste filme que vos fala, A CASA CONECTADA.

Com um MBA em Economia Criativa pela FGV, está sempre em busca de projetos de caráter singular e conteúdo marcante, buscando a formação do grande público: Natasha quer causar reflexões e apresentar novas ideias. "Quero que A Casa Conectada seja o início de novas parcerias para a 3lhamas e a consolidação de parcerias antigas. Além, é claro, de continuar colocando a produtora no mapa dos festivais, como fizemos com o curta VHS, por exemplo", ela conta e completa: "Aguardem! Tem coisa boa vindo aí!".

Fique ligado no blog e conheça toda a equipe!

O que faz um produtor?



Se, conforme dissemos aqui, o diretor pode estar presente em todas as etapas de um filme, o produtor, então, é um ser onipresente. O produtor é quase uma divindade, o produtor é digno de meme - PODE ISSO, PRODUÇÃO? Faça um filme sem atores, mas não espere vê-lo finalizado dentro do orçamento sem alguém que tenha dom para a produção na sua equipe.

 Um produtor é, antes de tudo, muito organizado. Caso contrário, imagine coordenar tantas funções sem que todo o processo torne-se um caos: Desenvolver um roteiro, contratar a equipe, angariar fundos, lidar com o orçamento e com horários, garantir a distribuição do filme e promovê-lo. Adicione-se a isso o superpoder de ser invisível (não é a toa que a imagem ilustrativa deste post é de um produtor de alfaces, e não cinematográfico).

Além disto, existem vários cargos de produtor, e cada um se responsabiliza por diferentes aspectos do processo. O produtor chefe, por exemplo, digamos que ele seja "the boss". Como o próprio nome sugere, é ele quem dá a palavra final nas decisões e assuntos financeiros e legais. O executivo é responsável pelas preocupações financeiras (dá-lhe calculadora!), além de assegurar o roteiro; seu trabalho é auxiliado muitas vezes pelo produtor associado, uma espécie de anjo muito bom. Já o produtor de linha é aquele que cuida dos problemas que surgem durante a filmagem propriamente dita (e acredite, os problemas sempre surgem!). Para lhe ajudar com todos os pepinos, o co-produtor entra em ação, estando ele envolvido também com a produção criativa do filme.

Acompanhe o blog de A CASA CONECTADA para mais textos como esse!

Apresentando: Giulia Prates, diretora


Aos 24 anos, Giulia Prates já acumula experiência em diversos produtos diferentes: de curta-metragens a seriados de TV, passando inclusive por um clipe da banda carioca Venice. Vegetariana rumo ao veganismo, descobriu sua paixão pelo cinema já no final da graduação.

"Eu passei um tempo em cima do muro porque achei que minha escolha poderia ter sido influenciada pela minha mãe, que dirige documentários. Eu demorei para me decidir, mas hoje meu foco é totalmente em direção e assistente de direção, não faço nada além disso", ela conta.

Quando o assunto é A CASA CONECTADA, sua expectativa é participar de todos os festivais possíveis, para compartilha-lo com outros profissionais e públicos diferentes.

"Não tem nada melhor nessa vida do que fazer arte e compartilha-la com quem se interessa", ela diz, e revela: "Estou ansiosa pra gravar as cenas finais, quando o Gilmar..."

Bem, para saber o que acontece com o Gilmar, continue acompanhando o diário de produção de A CASA CONECTADA!

O que faz um diretor?


O diretor talvez seja a função mais glamourizada no cinema depois do ator, que sempre fica com todos os fãs e autógrafos. Se o próprio nome já não te dá uma pista do que ele faz, fique com a terminologia dos portugueses: Por lá, o diretor é chamado de "realizador". Independente do nome que você use, a função dele será a mesma. Sentado em sua icônica cadeira - aquela de madeira e tecido, desejada por todo estudante de cinema -, ele supervisiona e dirige a execução das filmagens. 

Enquanto algumas funções tem sua duração limitada, a do diretor vai desde a leitura do roteiro até o processamento do filme, após toda a sua edição e seguido da confecção do trailer. Pode-se dizer, portanto, que o diretor é uma das principais cabeças por trás da obra. 

Reunião para a definir a orientação artística? O diretor está presente. 
Direção dos atores em cena? Olha ele ali. 
 A produção está escolhendo locação? Adivinhe onde ele está. 

O diretor está em todas, sua responsabilidade vai muito além da função comumente considerada pelo público em geral, que é a direção de atores. E para estar apto a assumir tudo isso é preciso ser dinâmico, ter um amplo leque de conhecimentos, além de uma equipe de confiança. Em A CASA CONECTADA, os responsáveis pela direção são Joel Souza (que também assina o roteiro e já foi apresentado aqui) e Giulia Prates, que você vai conhecer na próxima quinta-feira.

Apresentando: Joel Souza, roteirista e diretor

Nós já contamos várias curiosidades sobre a profissão de roteirista (se você não viu, clique aqui), e agora chegou a hora de apresentar quem é o responsável pelo roteiro de A CASA CONECTADA: Senhoras e senhores, com vocês, Joel Souza!

É claro que a foto de apresentação seria com uma lhama de óculos

Aos 13 anos, o menino Joel assistiu a um filme muito ruim e pensou "Hm, dava pra fazer isso melhor". E então decidiu: Era isso o que queria fazer da vida. Contrariou conselhos e apostas, formou-se pela PUC-Rio e hoje já conta com mais de sete anos de carreira. Sua experiência caminha em todas as fases de produção audiovisual e nos mais diversos meios. Atualmente trabalha na produção de filmes publicitários e, nas horas vagas, se inspira para seus próprios projetos. Clique aqui e confira o portifolio completo!

Entre uma música e outra, talvez enquanto lê um livro ou bebe uma taça de vinho, a ideia surge e cozinha por um tempo na cabeça até que algo o faz sentar e escrever. No caso de "A Casa Conectada", por exemplo, este algo foi um show de Paul McCartney. Ele não tem medo de se arriscar em projetos independentes “no budget”, e não se deslumbra frente a grandes produções: aprendeu a se adaptar a todos os tipos de cenários orçamentários. Dessa forma, assumindo também a função de diretor (a qual divide com Giulia Prates), Joel reuniu uma equipe de confiança e prepara-se para as gravações.

"O principal objetivo desse projeto é fazer um filme que divirta tanto a equipe durante as filmagens quanto quem vier a assistir depois", ele diz, e revela: "Haverão vários momentos bacanas e que serão muito divertidos de filmar! Mas de todos eles, acho que o mais legal vai ser a final, quando acontece..."

Trecho censurado por motivos de spoiler! Mas não fique triste, acompanhe nosso diário de produção para conhecer a equipe completa e saber um pouquinho mais sobre a história!

Sobre roteiristas e Paul McCartney



A função de um roteirista é autoexplicativa: Ele escreve roteiros! De acordo com a lenda, o roteirista é uma pessoa geralmente antissocial, que quase nunca vê o sol e troca o dia pela noite debruçado sobre seu teclado e sua pilha de papeis - mas você não acredita em mula sem cabeça, né?

A verdade é que a maioria do que envolve uma cena precisa de um roteiro. Ele serve como guia, o ponto de partida para o filme, a peça teatral, a matéria jornalística, o vídeo do vlogueiro no youtube... É a partir do roteiro que toda a equipe se organiza - a primeira reunião, aliás, costuma ser uma leitura coletiva bem divertida. Os diretores visualizarão as cenas, atores construirão seus personagens, produtores pensarão nas locações, figurinistas pensarão nas roupas, e assim por diante.

Mas de onde vem a ideia de um roteiro? Eis a pergunta que certamente está entre as preferidas dos jornalistas em coletivas de imprensa: "Senhor, de onde surgiu a ideia para essa história?". O fato é que as respostas para esta pergunta nunca se esgotam. Sabem muito bem os filósofos que o campo das ideias é dark and full of terrors vasto. Um roteirista, enquanto profissional criativo, sabe-se lá de onde sua mente vai tirar aquele estalo de eureka! A grande ideia pode surgir enquanto se lê um livro, durante uma viagem de ônibus ou após um show do Paul McCartney. Pelo menos foi isso o que aconteceu com Joel Souza.

Em uma fatídica madrugada após o show do referido cantor, Joel teve seu sono perturbado. "A CASA CONECTADA" finalmente tomava forma. O que antes era apenas uma ideia com muitas pontas soltas agora finalmente se encaixava. "Resolvi escrever logo para não esquecer. Peguei o computador, e umas 3 horas depois eu tinha um argumento de 5 páginas com o filme inteiro, começo, meio e fim. Nem sei muito bem de onde veio tudo, simplesmente veio", ele conta.

Senhoras e senhores, com vocês, uma cena de "A Casa Conectada"!

A partir daí, bastou a insistência dos amigos para que o argumento se transformasse em roteiro: "Precisei que mais umas cinco pessoas o lessem e insistissem para que eu o escrevesse para eu finalmente criar essa disciplina de me sentar e escrevê-lo. Porque o mais importante ao escrever um roteiro é isso: Ter disciplina. Nenhuma história vai se escrever sozinha. Você pode até ter a ideia completa, mas depende da sua persistência em sentar a bunda na cadeira e escrever a história direito", conta Joel.

E para escrever um roteiro é preciso conhecer algumas ferramentas. Estudar, obviamente, é essencial. Uma rápida visita à sessão correta de bibliotecas ou livrarias já é o suficiente para revelar vários guias, e ler roteiros também é essencial (é possível encontrar alguns roteiros de filmes conhecidos na internet). Além disso, é preciso dominar a formatação: "Nenhum produtor que se preze vai dar atenção a um roteiro sem formatação. Para ajudar com isso, existem vários programas que já cuidam dessa parte. O mais famoso e mais antigo deles é o Final Draft, mas como ele é muito caro, o mais usado no meio independente é o Celtx, que em sua versão mais básica é de graça", Joel explica.

E você, tem alguma ideia para um roteiro? Acompanhe o diário de produção de "A Casa Conectada" e saiba muito mais!

Apresentando: a 3lhamas Produções

A partir da próxima semana você vai começar a conhecer um pouco mais das pessoas que integram a equipe de "A CASA CONECTADA", mas decidimos começar apresentando a produtora que vai tornar esse projeto possível: a 3lhamas Produções.


Fundada em 2013 no Rio de Janeiro, a 3lhamas Produções oferece serviços de consultoria, produção, pós-produção e colocação para os mais diversos produtos audiovisuais. Em seu comando estão Joel Souza e Natasha Santana, jovens cariocas com ampla formação e experiência no campo audiovisual. Juntos, eles somam centenas de horas de conteúdo em cinema, televisão e publicidade. A 3lhamas conta um número considerável de profissionais em sua rede de associados, qualificados nas áreas de roteiro, direção, edição, fotografia e captação de som, entre outras.

Ao longo do tempo, uma das principais especialidades da 3lhamas passou a ser a colocação de curtas-metragens independentes em festivais nacionais e internacionais: entre filmes de produção própria e projetos parceiros já estivemos presentes em dezenas de festivais espalhados por mais de dez países em cinco continentes. "A CASA CONECTADA" será o quinto curta-metragem desenvolvido e produzido pela nossa equipe e o primeiro desde o bem-sucedido "VHS - VICTOR HOME SYSTEM", de 2014. 

A direção será de Giulia Prates (do videoclipe "AGORA") e de Joel Souza (do curta "MÉNAGE À TROIS") e você será apresentado aos dois na próxima semana. As filmagens serão realizadas no segundo semestre de 2015, no Rio de Janeiro, e você poderá acompanhar tudo, da pré-produção ao lançamento, aqui neste blog. Então fique ligado, curta nossa página no Facebook e assine nosso feed de notícias para não perder nadinha!

Seja bem vindo!

Sejam bem vindos ao blog de produção do novo filme da 3lhamas Produções: "A CASA CONECTADA"! O curta-metragem de ficção será dirigido por Giulia Prates e Joel Souza e produzido por Natasha Santana. A página oficial do filme no Facebook já está no ar em fb.com/acasaconectada. E a sinopse oficial? Você confere agora!
Em um futuro não muito distante o jovem Gilmar conquista o sonho da casa conectada e tudo parece estar dando certo em sua vida. Até o dia em que ele finalmente leva sua namorada para conhecer seus novos gadgets.

Em breve iremos divulgar outras grandes novidades sobre este projeto, além de muitas coisas bacanas que estamos preparando para os próximos meses. Fique ligado aqui no blog para acompanhar o passo-a-passo desse projeto incrível, conhecer melhor nossa equipe e elenco, ver fotos e vídeos exclusivos do nosso making of e aprender um pouco mais sobre a magia do cinema!

(Dica: para ficar ligado em tudo e ser avisado das nossas novas postagens, assine nosso feed de notícias neste link!)

Veja Mais

Apoio:



Nossos Trailers: